domingo, 20 de maio de 2012

"TEORIA DOS DOIS MUNDOS" DEFENDIDA POR PLATÃO



Com base nas ideias de Sócrates, de quem Platão aproveita a noção de logos, ele cria a teoria platônica e a distinção dos mundos sensíveis e intelegíveis.
            Para Platão a realidade se dividia em duas partes. A primeira parte é o mundo dos sentidos, do qual não podemos ter senão um conhecimento aproximado ou imperfeito, já que fazemos uso de nossos sentidos. Neste mundo dos sentidos, tudo "flui" as coisas simplesmente surgem e desaparecem. A outra parte é o mundo das idéias (intelegível), do qual podemos chegar a ter um conhecimento seguro, se para tanto fizermos uso de nossa razão. Este mundo das ideias não pode ser conhecido através dos sentidos. Em compensação, as idéias, o qual o homem atinge pela contemplação e pela depuração dos enganos dos sentidos (ou formas) são eternas, imutáveis e reais.
Para explicar melhor sua nova teoria, Platão cria o mito da Caverna, no qual imagina uma caverna onde estão os homens acorrentados desde a infância, de tal forma que não podem se voltar para a entrada e apenas enxergam uma parede ao fund. Ali são projetadas sombras das coisas que se passam às suas costas, onde há uma fogueira. Platão afirma que se um dos homens conseguisse se libertar e contemplar a luz do dia, os verdadeiros objetos, ao voltar à caverna e contar as descobertas aos companheiros seria dado como louco.
Os homens presos conhecem apenas o mundo sensível, já o liberto conheceu a verdadeira essência das coisas, conheceu o mundo das ideias.
A teoria apresentada por Platão. Embora tenha deixado algumas perguntas em aberto e algumas respostas ainda hoje não totalmente compreendidas é, sem dúvida, um grande marco para a Filosofia.

Referência:
JARDIM, Alex Fabiano Correa & BORGES, Ângela Christina & FREITAS, Gildete dos Santos et al. Filosofia da Educação

 

2 comentários:

  1. Maria Cristina,

    Platão aloca um assunto incluso de sua compreensão de mundo sensível, o tempo. Para ele, o tempo incide numa condição de ideia móvel do eterno, nascida junto com o mundo. O tempo não existia antes da criação do mundo. Com isso, pode-se entender uma exata relação do tempo com as coisas que compõem o mundo. Ambos são ideias de um mesmo autor, oriundas de um domínio inteligível.

    ResponderExcluir
  2. Cristina...
    Parabéns pela escolha do vídeo.Gostei muito.
    Platão, através desta teoria, afirma, como você mencionou, haver dois mundos diferentes e separados. Um mundo sensível, dos fenômenos e acessível aos sentidos e outro mundo das idéias gerais (inteligível), "das essências imutáveis, que o homem atinge pela contemplação e pela depuração dos enganos dos sentidos".

    ResponderExcluir